Saúde SAÚDE

Com mais de 500 vidas salvas, ACII celebra resultados do Hospital de Campanha

Fruto de uma parceria entre a Associação Comercial, Suzano e Secretaria de Estado da Saúde, o ambulatório encerrou suas atividades

09/09/2021 11h00
43
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Divulgação: Assessoria
Divulgação: Assessoria
Foram cinco meses de funcionamento, quase 600 atendimentos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e mais de 500 vidas salvas. Com esses números expressivos, o Hospital Referência Covid-19 de Imperatriz encerrou suas atividades no Centro de Convenções, devido a redução de pacientes.
Fruto de uma parceria entre a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), Suzano Papel & Celulose, e Governo do Estado, pela Secretaria Estado da Saúde (SES), a unidade hospitalar contou com 60 leitos, sendo dez de UTI, além de profissionais de diversas áreas atuando na linha de frente de combate à pandemia. Durante seu funcionamento, 566 pacientes foram admitidos nos leitos clínicos e de UTI, sendo registrados 52 óbitos.
A SES ressaltou que a unidade cumpriu seu papel no enfrentamento ao coronavírus em Imperatriz e região, durante a segunda onda da pandemia, garantindo o atendimento dos pacientes acometidos pela Covid-19 e desafogando as unidades de emergência.
Essa foi uma ação que fez diferença no tratamento contra a Covid-19 na cidade, segundo Edmar Nabarro, presidente da ACII. "Os números falam por si. Então está de parabéns a Suzano, e o Governo do Estado. Essa tríplice aliança fez a diferença, literalmente, na vida dessas pessoas", avalia.
Esta não é a primeira vez que a associação se envolve ativamente na luta contra a Covid-19 em Imperatriz. Em 2020, a ACII fez parte do movimento 'A união traz a cura’ que permitiu o atendimento a pacientes com a doença ."Nós tivemos, ano passado, um ambulatório no Centro de Convenções que atendeu quase 4.000 pessoas. E mais uma vez a ACII vem fazendo a diferença", ressaltou Edmar Nabarro.
O presidente acredita ainda que, com o avanço da imunização, a Imperatriz não terá a necessidade de reativar o Hospital de Referência contra a Covid-19. "O governo federal, estadual e municipal tem sido eficiente na aplicação da vacina. Esperamos encerrar esse capítulo em breve", finalizou.