Estado ESTADO

Após 24h, caminhoneiros continuam bloqueio na BR-230 no MA

Bloqueio acontece para saída da cidade de Riachão e na saída para cidade de São Raimundo das Mangabeiras. Protesto é a favor de Jair Bolsonaro e contra STF

09/09/2021 11h01
35
Por: Hyana Reis Fonte: G1 MA
Reprodução
Reprodução

Após 24h, caminhoneiros continuam a bloquear parte da BR-230 no estado do Maranhão. A interdição parcial foi iniciada nessa quarta-feira (8) na rodovia estadual. O bloqueio acontece em dois pontos da BR-230, sendo um para saída da cidade de Riachão, a 920 km de São Luís, e outro na saída para a cidade de São Raimundo das Mangabeiras, a 1.525 km da capital.

Nessa quarta-feira o bloqueio estava sinalizado apenas próximo da saída do município maranhense de Riachão, onde os caminhoneiros decidiram interromper o tráfego de veículos considerados mais pesados, como os caminhões e as carretas.

O bloqueio continuou nesta quinta-feira (9) com a interdição parcial da BR-230 no limite da cidade de São Raimundo das Mangabeira. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há ainda interdição no Km 300 da BR-010, em Cidelândia, a 610 km de São Luís, ocorrendo nesta quinta. No local, a paralisação dos caminhoneiros ocasionou cerca de 2 km de engarrafamento sem previsão de liberação.

De acordo com a categoria, o protesto dos caminhoneiros são a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os caminhoneiros não permitem a passagem de caminhões de carga, com exceção dos que transportam medicamentos e produtos perecíveis. Ônibus, vans e veículos de passeio também estão transitando pelo local.

Com essa interdição parcial, o transporte da safra de grãos na região Sul do estado já está prejudicado porque os caminhões precisam passar pela BR-230 para chegar ao Porto do Itaqui, em São Luís, e também para o terminal de embarque de grãos da Ferrovia Norte-Sul, em Porto Franco, a 720 km da capital.