Saúde SAÚDE

Alimentação rica em frutas e vegetais ajuda na prevenção do câncer de intestino

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a alimentação inadequada é responsável por cerca de 20% dos casos de câncer no Brasil

11/09/2021 08h18
31
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Reprodução
Reprodução

A ingestão de frutas e vegetais, alimentos ricos em fibras, ajuda na prevenção de várias doenças no aparelho digestivo, entre elas o câncer de intestino. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a alimentação inadequada é responsável por cerca de 20% dos casos de câncer no Brasil, sendo que um em cada três casos poderia ser evitado com a adoção de dieta saudável, controle de peso e prática de atividade física.

Conforme o cirurgião oncológico da Oncoradium Imperatriz, Dr. Gumercindo Filho, uma alimentação composta por frutas, verduras, legumes, cereais integrais e grãos, ou seja, rica em fibras, promove o bom funcionamento do intestino e ajuda no controle do peso corporal. As fibras são importantes na regulação do intestino, pois aumentam o volume do bolo fecal e a velocidade do trânsito intestinal, isso diminui o contato de agentes tóxicos com a mucosa e evita o desenvolvimento de tumores no intestino.

Segundo o cirurgião oncológico, as ações de prevenção para o câncer de intestino incluem “evitar a obesidade, praticar atividade física e ter hábitos saudáveis de alimentação, com uma dieta rica em fibras, frutas e vegetais e controle da carne velha, com consumo de até 500g de carne cozida por semana e evitar alimentos multiprocessados processados (por exemplo, salsicha e linguiça)”, afirma.

A prevenção secundária, segundo o Dr. Gumercindo Filho, ocorre por meio de exames laboratoriais e a colonoscopia, que é um exame importante na prevenção e diagnóstico do câncer de intestino. “Ele permite avaliar a parte interna do intestino, principalmente, a mucosa. Outros exames também podem ser solicitados, como a tomografia computadorizada de abdômen e a ressonância nuclear magnética de abdômen e pelve”, ressalta o cirurgião oncológico.

Estimativas

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a estimativa é que mais de 700 mil novos casos de câncer sejam diagnosticados em todo o Brasil em 2021. Deste total, cerca de 40 mil casos devem ser de câncer de intestino, que envolve tumores que podem aparecer no intestino grosso, chamado cólon, e no reto (parte final do intestino, antes do ânus).