Blogs e Colunas DIÁLOGO COACH

AMOR PRÓPRIO. COMIGO ATÉ O FIM.

SÉRIE 4.5 O MUNDO É XPTO

21/09/2021 07h48 Atualizada há 4 semanas
723
Por: Karolinne Sousa
SÉRIE 4.5: O MUNDO É XPTO
SÉRIE 4.5: O MUNDO É XPTO

Ana Bacalhau (cantora portuguesa) acertou em cheio com esse GRITO de liberdade:

"Não é a letra da etiqueta

Que qualifica ou quantifica a beleza

Sinto-me “linda de bonita”, assim livre leve e solta, tão pouco m’importa se bem te parece

Eu sou como sou. É assim que me quero. Eu sou como sou".

 

Devemos seguir padrões ou definir os nossos padrões?

 

Quando me casei pensava na frase: Foram felizes para sempre. Quanta ingenuidade! Para sempre? É muito tempo! E o feliz? Acabou foi logo! A partir daí comecei a elaborar que, na verdade é comigo que tenho de ficar até o fim. De mim, eu não posso fugir!

 

Eu vivia cantando: Se chorei ou se sorri, o importante que emoções eu vivi. O rei RC deve ter tido uma boa intenção ao escrever essa música. Todavia, quando fui reconstruir o meu amor próprio, refleti: Por viver de tanta emoção, fui deixando pedaços de mim no meio do caminho que hoje estão fazendo muita falta. Pois, emoções mal administradas causam um estrago danado.

 

Então comecei a me inspirar na flor de lótus branca. Nasce no meio da água putrefata, num pântano, se eleva acima dele e abre as suas pétalas totalmente brancas. Ou seja, ela não é produto do meio, ela é produto de si mesmo. E o ser humano pode fazer isso! Devemos brotar de dentro para fora. O meio pode ser melhorado, mas só o interior mostra o caminho.

 

Por fim, cada ser humano é como um país estrangeiro, apenas quem vive nele o conhece de verdade. E outra, não espere de ninguém aquilo que só você sabe e pode se dar, pois amor próprio ou falta dele... é contigo até o fim.