Esportes ESPORTES

Confirmada a realização da Copa Interestadual de Basquete em cadeira de rodas em Imperatriz

O evento é uma iniciativa do Instituto Legal de Cultura através da Lei de Incentivo ao Esporte.

25/09/2021 08h26
67
Por: Hyana Reis Fonte: Região Tocantina
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Nos dias 22, 23 e 24 de outubro, será realizada em Imperatriz a 4ª Copa Interestadual de Basquete em cadeira de rodas. O evento é uma iniciativa da Organização Não-Governamental (ONG) Instituto Legal de Cultura, através da Lei de Incentivo ao Esporte e que conta com o patrocínio do Grupo Equatorial. 

Entre os objetivos da competição, destacam-se o fomento à prática esportiva das pessoas com deficiência, promovendo a integração entre atletas e familiares; a valorização de aptidões e potencialidades dos participantes por meio das práticas desportivas, resgatando a autoestima dos jogadores através de atividades esportivas e culturais; proporcionar a promoção social através da competição de basquete em cadeira de rodas, visando contribuir com a melhoria da qualidade de vida e inserção social dos desportivas; favorecer o desenvolvimento da coordenação motora ampla, a fim de oferecer mais autonomia aos atletas cadeirantes; além de promover o esporte com caráter socioeducativo. 

Um dos organizadores do evento, Márcio Papel, comenta sobre o início dessa competição na cidade. “A copa surgiu com o próprio desejo dos atletas da Associação de Pessoas com Deficiência do Centro de Assistência Profissionalizante – Cenapa. Na época, o Saulo Dino era secretário municipal de Esportes de Imperatriz e nós fazíamos parte da equipe da SEDEL, então os atletas do Cenapa nos procuraram e tivemos a ideia de realizá-la em 2015, através da Lei de Incentivo ao Esporte”, descreveu. 

O evento será realizado na quadra esportiva do Colégio Dom Bosco e este ano, receberá as equipes convidadas das cidades de Belém, São Luís, Teresina, Fortaleza e Palmas. Haverá premiação em troféus e em medalhas para os vencedores. 

A técnica do Cenapa, Valéria Santos de Andrade, revela como a equipe imperatrizense está se organizando para realizar os treinos e se preparar para a competição. “O Cenapa disputou o último campeonato em outubro de 2019. Devido a pandemia, os treinos e competições ficaram suspensos por tempo indeterminado. Por isso, estamos retomando as atividades agora e a competição tem o objetivo de incentivar a prática do basquete, gerando nos atletas um desejo maior para participarem. Estamos reunidos todas as terças, quintas e sábados nas dependências da Escola Nascimento de Moraes, nos dedicando aos treinos e à preparação da copa”, declarou. 

O atleta João Batista Silva Santos afirma que os treinos acontecem três vezes por semana e que está muito confiante no desempenho da equipe. “Nossas expectativas são as melhores possíveis, estamos treinando muito, o Cenapa está preparado para fazer uma excelente copa e é por isso que estamos na segunda divisão do campeonato brasileiro”, destacou. Ele acrescenta sobre os benefícios da competição para os participantes. “Eventos como esse são muito importantes para as pessoas com deficiência porque contribuem com o desenvolvimento motor”, enfatizou.  

Saiba Mais

A entidade social Instituto Legal de Cultura foi fundada em 11 de setembro de 2013 e atualmente é presidida pelo comerciante Emídio Bezerra. O Instituto está localizado na rua Gonçalves Dias, 634 – Sala 01, Centro, Imperatriz-MA.  

A Lei nº 11.438/06, ou Lei de Incentivo ao Esporte – LIE, como é mais conhecida, permite que recursos provenientes de renúncia fiscal sejam aplicados em projetos das diversas manifestações desportivas e paradesportivas distribuídos por todo o território brasileiro. Por meio de doações e patrocínios, os projetos executados via Lei de Incentivo ao Esporte atendem crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, além de garantir o suporte necessário para que aos atletas de alto rendimento possam participar e representar o Brasil em competições nacionais e internacionais. Mais do que um instrumento jurídico, trata-se de uma inovação e um avanço na consolidação do paradigma do esporte como um meio de inclusão social.