Brasil BRASIL

Ao menos 7 capitais cancelam Ano Novo por causa da Covid

Florianópolis, João Pessoa, Fortaleza, Palmas, Recife, Salvador e São Luís anunciaram cancelamento total ou parcial de eventos tradicionais

30/11/2021 10h21
75
Por: Hyana Reis Fonte: G1
Reprodução
Reprodução

Prefeituras de ao menos 7 capitais brasileiras anunciaram cancelamento total ou parcial das festas de réveillon por conta da Covid: Florianópolis, João Pessoa, Fortaleza, Palmas, Recife, Salvador e São Luís.

Em Florianópolis e Recife, haverá queima de fogos, mas os shows foram cancelados. Rio de Janeiro e São Paulo ainda planejam fazer o evento. Belo Horizonte, que não realiza réveillon desde 2016, seguirá sem festa este ano.

Veja, abaixo, a situação pelo país:

Belo Horizonte

A Prefeitura de Belo Horizonte não prevê fazer réveillon 2022. A cidade não faz a festa desde 2016. Porém, o protocolo vigente permite a realização de comemorações “em espaços licenciados ou mediante licenciamento, desde que todas as pessoas apresentem teste negativo ou comprovante de vacinação completa, entre outras regras”.

Florianópolis

Florianópolis terá queima de fogos no réveillon este ano, mas sem shows. O objetivo é evitar aglomerações e o contágio da Covid-19. A prefeitura confirmou na tarde desta segunda-feira (29) que não haverá mudança nesse plano por conta da nova variantes ômicron do coronavírus.

O município informou que a ideia é fomentar comemorações nos próprios bairros, para girar a economia local e evitar grandes aglomerações.

Fortaleza

O prefeito José Nogueira (PDT) anunciou no sábado (27) que está descartada a possibilidade da realização de festa pública de réveillon em Fortaleza. Desta forma, a tradicional festa da virada no Aterro da Praia de Iracema não vai ocorrer pelo segundo ano consecutivo na capital cearense, em razão da pandemia de Covid-19.

A decisão da prefeitura saiu um dia depois de o governador Camilo Santana anunciar que grandes eventos de réveillon estão proibidos em todo o estado em 2021.

João Pessoa

As festas de Réveillon que estavam sendo planejadas na orla de João Pessoa foram canceladas, anunciou o prefeito Cícero Lucena (PP) na segunda-feira (29). Apesar disso, praia vai estar liberada para livre circulação de pessoas e reuniões particulares. Festas em bares e em casas de shows podem acontecer com protocolos de prevenção à Covid-19.

Segundo o prefeito, a preocupação com a nova variante do coronavírus, o Ômicron, e com uma possível nova onda de contaminação foram as razões que levaram ao cancelamento dos eventos.

Palmas

Pelo 2º ano consecutivo, , o tradicional evento de virada de ano de Palmas com shows e fogos de artifício não será realizado, informou a Prefeitura de Palmas na segunda-feira (29).

O município informou que continua monitorando os indicadores epidemiológicos e o avanço da vacinação, mas "considera que nas condições atuais é precoce realizar uma festa visto que ocorrerá aglomerações e, portanto, risco iminente de proliferação do vírus".

Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio mantém a previsão de realizar o réveillon de 2022. Mas, segundo o prefeito Eduardo Paes (DEM), "é plenamente possível cancelar o que foi planejado".

"Eu garanto que o Rio está pronto para realizar os principais eventos de 2022, que são muito importantes para a nossa cultura, a nossa economia e a vida da nossa cidade. Ainda assim, eu quero lembrar que ter planejamento para um evento não significa, necessariamente, que ele vai ser realizado", disse ele na segunda-feira (29).

Salvador

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), anunciou o cancelamento do Festival Virada, para celebrar o réveillon de 2022 na segunda-feira (29).

"Os números de óbitos e internações só fazem cair na nossa cidade. Só que, em um cenário de incertezas e dúvidas, não há como realizar Festival Virada, que é um evento para mais de 250 mil pessoas", argumentou.

São Luís

São Luís não terá as tradicionais festas de Réveillon 2022. De acordo com o prefeito Eduardo Braide (Podemos), a decisão foi tomada devido ao surgimento da nova variante do novo coronavírus, a ômicron e por isso, o momento pede prudência. Até o momento, nenhum caso suspeito foi identificado no Maranhão.

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo informou na sexta-feira (26) que planeja o tradicional réveillon 2022 na Avenida Paulista, mas que ele está condicionado ao "quadro epidemiológico da pandemia".

"A Prefeitura de São Paulo informa que o réveillon já está sendo planejado e a realização do evento está condicionada ao quadro epidemiológico relativo à pandemia de Covid-19 e entendimento das autoridades de saúde pública e sanitárias", disse a prefeitura.