Educação EDUCAÇÃO

Retrospectiva 2021: MA confirma maior salário do Brasil para professores

Apesar da crise econômica e social derivada da pandemia da Covid-19, os investimentos estaduais no setor de educação não pararam

27/12/2021 10h18
88
Por: Hyana Reis Fonte: Governo MA
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A poucos dias de completar seu sétimo ano de gestão, o governador Flávio Dino encaminhou à Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema) a Medida Provisória nº 372/21, que propõe média de 9% de reajuste a todas as carreiras do funcionalismo público estadual, a maior proposta de elevação remuneratória do País, com projeção de injeção de R$ 600 milhões na economia maranhense.

A MP foi aprovada por unanimidade e beneficiará categorias como a dos professores, que já recebiam o maior salário do Brasil para professores em início de carreira, com 40 horas semanais de trabalho: R$ 6.358,96. Com o reajuste anunciado, até mesmo o salário dos professores com jornada de 20 horas/semana cresceu, como explicou o governador Flávio Dino.

“Com os reajustes que concedemos ao longo dos últimos 7 anos, o professor de 40 horas, em início de carreira no Maranhão, passará a receber R$ 6.867,68. O de 20 horas é a metade disso. Assim, nosso piso de 20 horas é maior do que o piso nacional de 40 horas”, informou o governador.

O secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão, comemorou o reajuste, citando que tanto efetivos como contratados receberão aumento. “O governador Flávio Dino anunciou reajustes para diversas categorias de servidores públicos e, por óbvio, os profissionais da educação do Maranhão não ficaram de fora. A partir do próximo ano, reajuste salarial de 8% para efetivos e 30% para professores contratados do Maranhão”, festejou Felipe Camarão nas redes sociais.

A valorização salarial dos professores da rede estadual integra o conjunto de esforço que o Governo do Maranhão vem articulando ao longo dos sete últimos anos para elevar a qualidade do ensino público no estado.

Apesar da crise econômica e social derivada da pandemia da Covid-19, os investimentos estaduais no setor de educação não pararam, mesmo com o fechamento compulsório das escolas. Com uma média de um equipamento inaugurado a cada dois dias, o Maranhão já contabilizava mais de 1.350 obras educacionais inauguradas em todas as regiões do estado, por meio do programa Escola Digna.

Conheça abaixo outras ações e obras que vem fazendo a diferença na educação maranhense.

IEMA, Faróis do Saber e novas escolas

Ao longo os últimos sete anos, além de escolas estaduais reformadas, construídas ou reconstruídas, a educação profissional, científica e tecnológica do Maranhão virou referência com a ampliação da rede de unidades do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

Hoje, o estado possui 81 escolas em tempo integral, 55 Centros Educa Mais e 26 unidades plenas do IEMA, além de um IEMA bilíngue e integral para crianças, e o IEMA Gastronomia, primeira escola gastronômica do Maranhão da rede estadual de ensino.

Criado em 2015, o IEMA já acumula resultados expressivos: 64 mil estudantes concluíram o ensino médio com ensino profissionalizante, 4 mil alunos no IEMA Pleno e 60 mil no IEMA Vocacional.

Soma-se ao salto da educação profissionalizante no estado, o programa Maranhão Profissionalizado, que formou outros 24 mil jovens, perfazendo um total de 88 mil alunos do Maranhão, que concluíram o ensino médio com esse tipo de formação nos últimos anos. 

Desde 2015, o Maranhão também vem ampliando o número de escolas no modelo cívico-militares. Atualmente, existem 23 Colégios Militares distribuídos no Maranhão, com cerca de 11 mil alunos inscritos. 

Também, em tempo recorde, a parceria entre a Seduc e a Secretaria de Estado da Cultura já garantiu a entrega de 60 Faróis do Saber reformados em várias regiões do Maranhão.  

Elevação dos indicadores

Os investimentos no setor da educação já geram impacto positivo no desempenho dos estudantes. Entre 2013 e 2019, o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) maranhense subiu de 2,8 para 3,7, a maior marca da história. 

Também nesse período, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o analfabetismo no Maranhão caiu de 19,6% para 15,6% entre 2014 e 2019. 

TV Educação e Plataforma Gonçalves Dias

 

Para ampliar o acesso à educação, principalmente durante a pandemia, Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lançou, em 2021, a TV Educação – Caminho para o Saber. O canal, arrendado pelo Governo do Maranhão, está disponível na TV aberta para diversos municípios maranhenses, com sinal aberto para 3,5 milhões de pessoas. 

Além de videoaulas para estudantes do Ensino Médio, a Seduc segue fechando parcerias com diversas instituições para diversificar e ampliar a oferta de conteúdos de cunho educativo, cultural e social para a população maranhense.

Outra ferramenta criada para ampliar o acesso ao ensino foi a Plataforma Gonçalves Dias, sistema online com mais de mil aulas disponíveis. Na plataforma, estão disponíveis videoaulas, apostilas, roteiros de estudos de todas as séries do Ensino Médio, questões comentadas, além do pré-vestibular, com conteúdos exclusivos de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e se reafirma como suporte para milhares de estudantes da rede estadual de ensino que estão se preparando para as provas Enem e demais vestibulares.  

Cidadão do Mundo

Mais de 440 alunos já foram alcançados pelo Cidadão do Mundo, programa que oferece intercâmbio internacional com foco em idiomas estrangeiros (inglês, francês e espanhol) a jovens maranhenses entre 18 e 24 anos, egressos da rede pública de ensino ou de instituições de ensino vinculadas a entidades paraestatais ou a fundações sem fins lucrativos. O programa oportuniza muitos jovens a realizar sonhos, aprender uma nova língua, conhecer outras culturas e ter experiências de vida marcantes.

Com a experiência acumulada no Cidadão do Mundo, a jovem Mariana de Assis, que foi intercambista do programa no Canadá, foi aprovada em uma universidade da França. “São iniciativas públicas como esta, dispostas a dar essa mão para investir na juventude, que fazem a diferença”, disse Mariana. 

Creche em Tempo Integral

Outro destaque foi a entrega da primeira Creche em Tempo Integral do Maranhão, localizada à margem da Avenida Jackson Lago, no bairro Liberdade, em São Luís.

A creche beneficia cerca de 250 crianças no ensino da pré-escola na região. O equipamento social possui quatro salas, refeitório, área de lazer, fraldário, solário, lactário, depósito, higienização, sala de professores, administração, banheiros, playground, almoxarifado, copa, cozinha, rouparia, lavanderia, vestiários, área de jardim, despensa, lixeira coletiva, varanda e central de gás.