25°

Alguma nebulosidade

Imperatriz - MA

Dólar com.

R$ 5,45

Euro

R$ 6,18

Peso Arg.

R$ 0,05

Cidade CIDADE

Famílias atingidas após fortes chuvas recebem atendimento em Imperatriz

As ações envolvem a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil, Exército Brasileiro e o Corpo de Bombeiros

05/01/2022 13h08 Atualizada há 2 semanas
49
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Divulgação: Assessoria
Divulgação: Assessoria

Os trabalhos voltados à população, após a forte chuva que atingiu Imperatriz, continuam sendo realizados em diversas frentes de serviços. As ações envolvem a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil, Exército Brasileiro e o Corpo de Bombeiros no Colina Park e no Parque Alvorada I e II.

De acordo com o superintendente Josiano Galvão, cerca de 823 pessoas foram impactadas por conta das cheias, 229 famílias desabrigadas ou desalojadas.

“É um momento difícil para todos, nossa equipe e os demais órgãos competentes estamos ajudando, apoiando e auxiliando no que for necessário. Atualmente temos 439 pessoas nos abrigos, é um número consideravelmente grande, e muitas dessas pessoas perderam tudo, ou seja, é um trabalho de muita solidariedade, que envolve todos os setores”, explica Josiano.

Vale destacar que durante todo o ano de 2021, a Prefeitura, por meio das secretarias de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sinfra) e Desenvolvimento Social (Sedes), Superintendência de Limpeza Pública (SLP), e a própria Defesa Civil, já realizavam ações voltadas à prevenção de desastres naturais, com frentes de serviços de limpeza de bueiros, construção de pontes, limpeza dos riachos, conservação das nascentes, drenagem, recadastramento e cadastramento das famílias em situação de vulnerabilidade, entre outras medidas.

 

O balanço geral de hoje indica que 20 famílias e 59 pessoas estão na Escola Tiradentes; 14 famílias e 41 pessoas estão na Igreja São Sebastião; 32 famílias e 115 pessoas estão na Quadra da Caema; 21 famílias e 60 pessoas estão no Parque de Exposições; e 11 famílias com 60 pessoas estão na Escola Governador Acher.  

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) converteu o alerta vermelho em laranja, nesta terça-feira, 04. Lembrando que a cor laranja ainda indica perigo. Riscos potenciais de chuva entre 30 e 60mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). Risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

 

A Defesa Civil recomenda, em caso de rajadas de ventos, que as pessoas não se abriguem debaixo de árvores e não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, é indicado que aparelhos elétricos e quadros de energia sejam desligados.