Cidade CIDADE

Imperatrizenses poderão pagar taxa da Zona Azul com PIX

A novidade contribui para a facilidade do usuário, visto que o PIX é uma forma de pagamento instantânea, rápida e segura

19/01/2022 16h29
228
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Divulgação: Assessoria
Divulgação: Assessoria

Implantado desde dezembro de 2020, o Sistema Zona Azul tem como objetivo facilitar a logística de estacionamento nos principais pontos de movimentação do comércio. Para que haja uma maior rotatividade no trânsito e democratização do acesso às vagas, o usuário precisa estar atento aos horários do estacionamento e regularizar seu veículo nos 80 pontos de vendas credenciados para pagamento do tíquete ou pelo aplicativo DIGIPARE (disponível nas versões Android e IOS), uma forma rápida e segura.  E agora como novidade, efetuar a regularização do seu débito via PIX.  

Nova modalidade – Os usuários da Zona Azul que precisarem pagar a taxa de estacionamento por não adquirir um tíquete antes, têm agora como opção o pagamento por meio do PIX, através do QR CODE disposto na notificação de pagamento. As outras opções de regularização continuam disponíveis e o usuário também poderá utilizar o aplicativo ou os pontos de vendas que estão espalhados no centro da cidade. A novidade contribui para a facilidade do usuário, visto que o PIX é uma forma de pagamento instantânea, rápida e segura, regulamentada pelo Banco Central, em que a transferência entre contas acontece em poucos segundos, a qualquer hora e dia da semana. 

O usuário que não conseguir adquirir o tíquete pré-pago recebe uma notificação de irregularidade. O usuário possui ainda uma tolerância de até 10 minutos para efetuar o pagamento no valor mínimo nos pontos de vendas ou no App e após esse período, é possível regularizar o estacionamento com a cobrança de três tarifas base via sistema PIX. Porém, ao utilizar o sistema de maneira PRÉ-PAGA, na primeira hora, o usuário paga R$ 1,00 (moto) e R$ 2,00 (carro); na segunda hora R$ 2,00 (moto) e R$ 4,00 (carro), na terceira hora esse valor chega a R$3,00 (moto) e R$ 6,00 (carro), sem acréscimos de cobranças. Após 72 horas da emissão do tíquete, ele fica indisponível para pagamento e permanece no sistema de maneira acumulativa.  

Vale ressaltar que toda a operacionalização do estacionamento rotativo é feita por meio de equipamentos eletrônicos que emitem o comprovante de tempo estacionado do veículo, garantindo assim a segurança e imparcialidade do serviço. 

O gerente administrativo da empresa responsável pela implementação do sistema em Imperatriz, Arielton de Oliveira, explica que o intuito da nova forma de pagamento é trazer ainda mais comodidade aos usuários. “A Zona Azul busca sempre trazer novas funcionalidades, o sistema, desde que foi implantado, além de proporcionar um local seguro tem garantido a rotatividade e uma melhor organização no trânsito. Hoje o sistema conta com 3200 vagas disponíveis e mais de 80 pontos de vendas de tíquetes para efetuar o pagamento,” finaliza.