Cidade CIDADE

VLI promove ajuda humanitária a famílias afetadas pelas chuvas de Imperatriz

Ação busca minimizar os prejuízos causados pelas enchentes e desastres provocados pelas cheias

27/01/2022 09h34
82
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Divulgação: Assessoria
Divulgação: Assessoria

A VLI – companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos – deu início a um novo ciclo de ajuda humanitária para minimizar os prejuízos causados pelas enchentes e desastres provocados pelas cheias que acometem comunidades em todo o país desde o início do ano. 

 A ação irá beneficiar milhares de famílias e chegará a seis municípios de três estados brasileiros, com distribuição de kits contendo cestas básicas, produtos de higiene pessoal e material de limpeza. Imperatriz, no Maranhão, foi um dos municípios contemplados pelo ciclo de ajuda e teve 200 kits destinados, nesta quarta-feira (26), à Associação Mãos que Cuidam. Ao todo, R$ 200 mil serão destinados à causa.

“Como uma empresa que percorre o país e atua muito próxima ao cotidiano das pessoas que vivem nestas comunidades, a VLI se posiciona de forma solidária e atuante, contribuindo para amenizar as perdas e transtornos que muitos brasileiros enfrentam”, afirma Francielle Pedrosa, gerente geral de Sustentabilidade da VLI.

A aquisição dos insumos das cestas básicas se dá, sempre que possível, junto a estabelecimentos comerciais de pequeno porte, como forma de estimular a geração de renda nessas regiões.

Atuação na pandemia

Além do auxílio às vítimas das enchentes, a VLI também se fez presente na ajuda humanitária para combater os impactos da pandemia, desde seu início. A companhia já destinou cerca de R$ 8,3 milhões em ajuda humanitária, sendo R$ 7 milhões para a primeira etapa, em março de 2020 para auxiliar 26 cidades dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Maranhão, Tocantins e Bahia. Em uma segunda fase, a companhia destinou, a partir de 3 de maio de 2021, R$ 1,3 milhão para distribuição de cestas básicas a 30 municípios de oito Estados brasileiros.