E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Radio Timbira
Fevereiro Laranja
POLÍCIA

Delegacia de Homicídios investiga assassinato de dono de ferro velho

Homicídio aconteceu às 13h14 de sábado no bairro Jardim São Luís, em Imperatriz

29/10/2018 12h25Atualizado há 1 ano
Por: Redação
Fonte: Antonio Pinheiro
475
Miguel Batista Neres era pai de dois filhos e deixou a esposa grávida.  (Foto: Reprodução)
Miguel Batista Neres era pai de dois filhos e deixou a esposa grávida.  (Foto: Reprodução)

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa intensificou as investigações do homicídio que teve como vítima Miguel Batista Neres, 31 anos, mais conhecido como Miguelzinho, proprietário de um ferro velho, localizado na Rua Tamandaré, bairro Jardim São Luís, em Imperatriz. Ele foi executado por volta das 13h14, com um disparo de arma de grosso calibre.

Imagens de câmeras de vídeo monitoramento mostram que Miguelzinho foi alvejado quando abria a porta de um caminhonete que estava em frente a sua loja de peças de veículos. Para a polícia o assassino estaria do outro lado da rua e após efetuar o tiro teria fugido do local em um veículo. Miguel Batista ainda chegou a ser socorrido para hospital, mas veio a óbito em seguida. 

A equipe de Delegados e investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa requereu imagens de câmeras de outras residências próximas para identificar qual o veículo teria dado fuga ao assassino. Essas informações não foram repassadas para a imprensa para não atrapalhar as investigações. 

Miguelzinho já teve duas passagem pela polícia. Uma foi em janeiro de 2015 quando aconteceu o fechamento de um oficina de desmanches de veículos roubados no bairro Cinco Estrelas. Nesse local de desmanche foram apreendidos uma Hilux e peças de 46 veículos.  

Miguel Batista Neres era pai de dois filhos e deixou a esposa grávida.