E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Corona Junho
Radio Timbira
Camara Imperatriz
FESTIVAL

Show de Kendrick Lamar encerra Lollapalooza 2019

Rapper mais relevante da atualidade, americano concentrou repertório em 'Damn', idolatrado por críticos

08/04/2019 09h27Atualizado há 1 ano
Por:
Fonte: G1
1.843
 (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Rapper mais relevante da atualidade, Kendrick Lamar fechou o Lollapalooza 2019 no domingo (7), em São Paulo, com um show explosivo, que cumpriu expectativas rodeadas por seu gordo histórico de prêmios e a idolatria dos críticos. 

O rapper de Compton, periferia de Los Angeles (EUA), levou ao festival seu repertório concentrado no disco “Damn”, mistura de narrativa crítica ao racismo na América e desabafo introspectivo de conflitos sociais e emocionais.

O mais pop de sua carreira, o álbum foi aclamadíssimo em 2017. Arrebatou o Grammy e ganhou até um Pullitzer de música - ele foi o primeiro artista popular a conseguir o feito. Kendrick canta sobre a luta para chegar aonde está em “Element”, uma das primeiras do setlist, recebida com exaltação pela plateia.

Ao mesmo tempo, narra o assassinato de um garoto pobre e negro em “XXX” - que na versão original tem o U2, com um Bono de voz quase irreconhecível. O público ouviu respeitoso. A comoção em "Love", que perde força sem a voz do jovem cantor Zacari, criou um dos momentos mais melosos da noite.

No mais eufórico, o rapper incentivou a multidão a gritar o refrão de “Humble”. Em “Loyalty”, originalmente gravada com Rihanna, mostrou que domina acrobacias com a voz. Kendrick também incluiu “All the stars”, criada para a trilha de “Pantera Negra” e candidata ao Oscar, que encerrou a apresentação, com plateia já esvaziada. E um cover: “Goosebumps”, de Travis Scott.

Do repertório anterior a “Damn”, o destaque foi “Alright”. A música do disco "To pimp a butterfly" (2015) se tornou um hino dos protestos do Black Lives Matter, movimento de combate à violência contra negros nos Estados Unidos. O público aparentava entender o significado político daquelas rimas.