E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Radio Timbira
Março Lilas
Diálogo Coach

Você é um matador de ideias?

Diálogo Coach

Diálogo CoachKarolinne Sousa retrata seus pensamentos com foco em desenvolvimento pessoal e despertar de uma nova consciência. Um universo de provocações para você que busca respostas.

24/10/2018 10h59
Por: Redação
312
Ideias (Foto: Reprodução)
Ideias (Foto: Reprodução)

Uma ideia pode ser uma imagem de uma representação mental idealizada ou pode ser um retrato de algo que sonhamos. São nossas percepções, são ações que deixamos de realizar. São pensamentos que você matou ou deixou que matassem, é o que poderia ter sido e nunca será.  Talvez seja um pedaço de você que se perdeu. Agora seja sincero, o que te impede de recuperar algo que é só seu? Que tal sair do campo da imaginação e entrar no campo da atitude?

Você prefere ficar nesse dilema do “Se”, se eu tivesse feito isso? Se eu tivesse estudado? Se eu tivesse economizado? Se eu tivesse tido coragem? Se eu tivesse ouvido meus pais? Que bloqueio te impede de avançar? E se os grandes nomes da história tivessem ouvido os matadores de ideias. Será que existiria o avião ou a Disney ou o Facebook ou a Toyota ou a Microsoft ou a Tam? Estamos morrendo de crise de confiança. As pessoas nos dizem: você é louco, isso não dará certo e nós aceitamos como verdade. Dependemos tanto da opinião dos outros que deixamos de ouvir a mais importante de todas, a nossa própria voz.

Tudo é uma questão de escolha. O grande Henry Ford nos traz a tona um pensamento: Se você pensa que pode ou pensa que não pode, de qualquer forma você estará certo.  Então, acredite no seu potencial, “COMEÇAR” só tem sete letras, lute por algo seu. Se tiver uma única chance de ser, então seja. Tudo que sua mente cria pode ser realizada. No livro Oportunidades Disfarçadas (Carlos Domingos) conta a história da máquina de waffle que fez a Nike. Já pensou se essa ideia tivesse sido assassinada?

Enquanto tomava café da manhã com a família, Bill pensava numa forma de melhorar a performance de seus corredores. Ele era treinador da Universidade de Oregon, em Portland. Em sua opinião, o que atrapalhava o desempenho dos atletas eram os calçados da época, maciços e pesadões. A solução, portanto, estaria num solado mais flexível e leve. Foi quando seus olhos pararam num waffle no prato da esposa. Bill percebeu que o formato era interessante: grosso nas bordas fino no meio, largo e leve.

O treinador levantou e fez algo aparentemente maluco: pegou um pedaço de borracha e colocou no aparelho de waffle. A mulher acompanhou a cena espantada, achando que o marido tinha perdido o juízo. Mas o que saiu da máquina foi basicamente o solado que ele estava procurando: leve e resistente. E ainda por cima tinha relevos, que dariam maior tração e aderência aos tênis nas corridas.

Empolgado, Bill levou sua descoberta para diversos fabricantes de calçados de Portland. Mas todos recusaram por não enxergarem a necessidade de um calçado mais leve. Mas o homem estava determinado: com a ajuda de um de seus atletas, levou o projeto adiante. Assim, “a primeira fornada” produziu 330 pares do modelo. Foi desta forma que o treinador Bill Bowerman e o corredor Phil Night deram origem à Nike. Existem diversas técnicas que podem conduzir você ao estado desejado de suas realizações. O Coaching com suas ferramentas e planos de ações consistentes, possibilita estruturar suas ideias de modo certeiro. A questão agora é: o que pretende fazer com suas ideias? Coaching Comigo!