E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Março Lilas
Radio Timbira
Diálogo Coach

Como acabar com invisibilidade feminina

Diálogo Coach

Diálogo CoachKarolinne Sousa retrata seus pensamentos com foco em desenvolvimento pessoal e despertar de uma nova consciência. Um universo de provocações para você que busca respostas.

14/09/2018 07h01
Por: Redação
304
Invisivel (Foto: Rose Lima)
Invisivel (Foto: Rose Lima)

 

E se as mulheres comprassem exclusivamente em empresas tipicamente femininas? Procurassem apenas médicas, advogadas, administradoras, veterinárias, empresárias, bancárias, vendedoras, para atendê-las? Vou mais além, e se, quando fôssemos construir nossas casas, exigíssemos, engenheiras e equipe de trabalho com mulheres no comando? Ou votar somente em mulheres? No instante, que isso acontecesse, nós nos tornaríamos visíveis, pois, atacaríamos em cheio os bolsos e os espaços daqueles, que não querem nos ver.

         Nunca falamos tanto em igualdade, mas está faltando consistência. Ainda temos salários desiguais, tripla jornada de trabalho, assédio moral. Nossa presença deve ser reconhecida, não somente por sermos a maioria da população, mas sim, por merecimento. E se as mulheres parassem o Brasil?

          Reflitamos, portanto tais questões, levando em conta a nossa importância, e que não seja preciso radicalismos, como os citados, para que nosso espaço seja liberado. Relembrando a paralização dos caminhoneiros. Lembra como o Brasil ficou nos dias de greve? Os grupos estão buscando união.  Já pensou se 51,5% da população do nosso país, resolvesse consumir produtos, vindos somente do trabalho feminino? E como podemos mudar essa situação?

  1. Valorizando os homens que apoiam suas irmãs, esposas, filhas, mães e que sabem que sem elas, a vida deles seria insuportável. Eles não são fracos e sim fortes homens, que reconhecem o valor que temos.
  2. Mães, tias, professoras, educadoras, preparem os meninos, de forma que respeitem desde cedo as meninas, para quando tornarem-se homens, não sejam exploradores e desrespeitosos com as mulheres.
  3. Lideres olhem para as suas lideradas, como uma peça fundamental na engrenagem, da sua equipe. Imagine a rudeza de uma equipe composta, apenas por homens?
  4. Aos empresários, comerciantes, políticos, secretários, quando forem inaugurar uma obra, lançar uma campanha ou produto, não aceitem um palco ou palanque composto, apenas por homens e suas credenciais. Lembrem-se: “Quem escolhe os produtos, serviços ou a compra de casas ou algo que vocês querem vender, são as mulheres. Uma vez que elas detêm, na maioria das vezes a última palavra”.
  5. Repito, não é uma ameaça! Talvez seja apenas um lembrete de cento e sete milhões de mulheres (107.000.000), que estão observando os movimentos da minoria. Pois acredito que a maioria dos homens, nos valoriza e tem apreço. Nem que seja, em respeito as suas mães.

         Para suavizar um pouco, vamos de metáfora? Um casal saiu de férias para um hotel fazenda. O homem gosta de pescar e a mulher de ler. Numa manhã, o marido volta altas horas e resolve tirar uma soneca. Ela decide pegar o barco e ler no lago. Navega um pouco e ancora, e continua a sua leitura. Chega um guardião do parque com seu barco, fica ao lado da mulher e fala – Bom dia. O que está fazendo? – Lendo um livro – responde. – A senhora está em uma área restrita, em que a pesca é proibida, informa.

         - Sinto muito, mas não estou pescando, estou lendo! – Sim, mas com todo equipamento de pesca. Pelo que sei a senhora pode começar a pescar a qualquer momento. Se não sair daí, terei de multá-la. – Se fizer isso, terei de acusá-lo de assédio sexual. – Mas eu nem sequer a toquei! – É verdade, mas o senhor tem todo o equipamento, e pelo que sei, pode começar a usá-lo em qualquer momento. – ok, então senhora, já vou embora, tenha um bom dia! Moral da história: Nunca discuta com uma mulher que lê certamente, ela pensa. Vamos de leitura? Fica a dica! Coaching Comigo!

 

WWW.KAROLINNESOUSACOACH.COM