E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Radio Timbira
Março Lilas
Sonar

Veja o que foi destaque nos primeiros dias de Carnaval

Em meio folia, as últimas da Política

Sonar

SonarCarlos Leen apresenta um jornalismo político direto dos bastidores, sempre de maneira critica e transparente

24/02/2020 10h01Atualizado há 1 mês
Por: Carlos Leen
435
Brincantes da folia
Brincantes da folia

Os deputados Marco Aurélio e Rildo Amaral foram vistos juntos e misturados por ocasião da realização da sexta edição do “Bloco do Urso”. Na imagem vemos também Flamarion Amaral e R.Barros, duas lideranças de peso na cidade.

O pré – candidato a vereador Prof Davison Nascimento também compareceu na folia com seu bloco, “Amigos do Prof. Davison” com muita alegria e descontração. Boa inciativa.

E prestigiando o Bloco do Bar do Gil, as lideranças Adonison Lima, Rosyjane Paula e Marcio Papel (foto) compareceram ao tradicional evento promovido por amigos conhecidos de longas datas.

Nos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, destaque para enredos recheados de críticas políticas com viés progressista. A Portela, maior campeã do Rio, fechou o primeiro dia de desfiles na Sapucaí com o enredo "Guajupiá, terra sem males!", trazendo a história dos Tupinambás, primeiros habitantes do estado fluminense. Destaque para atual campeã, Mangueira, com um samba-enredo repleto de críticas sociais, apresentando um Jesus Cristo versão favela. "Não tem futuro sem partilha; não tem messias de arma na mão”, dizia o samba enredo da Mangueira.

Quem fez um verdadeiro carnaval foi o senador Roberto Rocha ao afirmar que as obras de duplicação da BR-135 estão paralisadas por culpa do procurador da República Nicolau Dino.  Ocorre que a obra é de total responsabilidade do governo federal ao qual o próprio Rocha é fiel defensor.  Parece que desesperado com o prejuízo político causado pelo tema, forçou RR a transferir a responsabilidade da inércia de Bolsonaro ao governador Flávio Dino, que é irmão do Procurador citado.

O primeiro dia da festa foi bem desconfortável para o folião imperatrizense. As reclamações são de falta de banheiros químicos e propaganda excessiva por parte da prefeitura entre uma música e outra: “Na Beira Rio os banheiros eram as árvores e na 15 de novembro as pessoas mijavam praticamente nas casas e lojas alheias”, nos relatou um brincante anônimo. A organização da folia acatou a reclamação e disponibilizou os banheiros químicos no dia seguinte.

Estamos em plena segunda feira de carnaval e a folia promete ainda muitos desdobramentos. Curta, brinque e lembre-se “se beber não dirija”. O Uber é baratinho.