E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Radio Timbira
Agosto Dourado
POLITICA

Entrevista: Professor Adonilson fala sobre seu futuro político em Imperatriz

O líder político, que já atuou como vereador em Imperatriz, fala sobre sua trajetória e sobre sua pré-candidatura para ocupar novamente cargo na Câmara Municipal

16/06/2020 11h58Atualizado há 2 meses
Por: Francisco Junior
Fonte: Jornal Correio
855
Professor Adonilson
Professor Adonilson

Seguindo nossa série de entrevistas com pré-candidatos, o Jornal Correio recebeu o líder político Professor Adonilson. Ele, que já exerceu o cargo de vereador de Imperatriz, conta sobre sua trajetória política, e do seu desejo de ocupar novamente uma cadeira na Câmara Municipal. Para isso, o pré-candidato conta com projetos e propostas para vencer a corrida eleitoral em 2020. Confira:

 

Professor Adonilson, fale um pouco das suas origens e da sua luta política?

 

Nasci num pequeno povoado na região central do Maranhão, chamado Capa Bode, município de Presidente Dutra. Me deparei com o mundo aos 15 anos, quando ao fugir de casa, passei a lutar pela sobrevivência em São Luís. Eu comecei minha luta nas bases do movimento estudantil quando ainda era um estudante da Universidade Federal do Maranhão em São Luís, e morava na Casa de Estudantes Universitário, onde fui Presidente. Depois fui assessor parlamentar no mandato do Prof. Joan Botelho na Capital. Ao chegar em Imperatriz em 2001, virei estudante de Direito da UFMA, me consolidei nas lutas populares, e através delas participei ativamente com outros camaradas do fortalecimento do PC do B na cidade, sendo filiado desde 2007.

 

O senhor já foi vereador em Imperatriz. Comente um pouco dessa experiência.

 

Sim, em 2014 eu estava como primeiro suplente da coligação, e assumi após o então Vereador Marco Aurélio ter logrado êxito na campanha para Deputado Estadual.  Por dois anos cumpri a tarefa de defender os ideais da classe trabalhadora e dos estudantes naquele parlamento, e não nos envolvemos com nenhuma ação indigna ou mesmo de interesses pessoais. Nosso mandato foi um instrumento das lutas sociais dos estudantes, dos trabalhadores médios urbanos, das quebradeiras de coco e de todos aqueles que lutavam por saúde, educação, cultura e desenvolvimento sustentável.  Sempre com coerência e afinidade com os setores populares das lutas dos bairros da cidade.

 

Porque você não se candidatou à reeleição de Vereador em 2016?

 

Naquela ocasião eu fui designado para cumprir uma tarefa partidária, que foi ocupar uma vaga de vice na chapa liderada nesse processo pelo PDT, da então candidata Rosângela Curado. Essa foi uma determinação do meu grupo político ao qual tive muito orgulho de cumprir e apesar de não termos vencido a eleição, não fomos derrotados politicamente, pois saímos de cabeça erguida do processo eleitoral. E hoje, observando o desastre que é a atual administração municipal, temos a certeza de que éramos a melhor opção naquele momento.  A vontade do povo é soberana e em Imperatriz o processo eleitoral gerou uma surpresa naquele momento, que tenho convicção que pelo arrependimento popular, não se prolongará para o futuro.

 

Hoje em dia onde se concentra o seu eleitorado?

 

Temos uma base social muito diversificada em diversos setores. Eu, como professor da rede pública e privada, tenho muita abertura com os estudantes e professores. Tenho também  atuação junto às classes trabalhadoras de diversas matizes. Hoje em dia posso afirmar que  tenho uma ação mais pulverizada e que portanto me permite ter relação com um eleitorado mais amplo e pela cidade inteira.

 

Você atua na superintendência de Governo, na gestão Flávio Dino. Quais foram as principais conquistas desta gestão na região de Imperatriz?

 

Tenho muito orgulho de fazer parte de um governo que tem se mostrado até hoje como como grande cumpridor de compromissos, gerador de êxitos e vitórias. E isso não é só eu quem digo.  Um governo que tem como principal meta construir um Maranhão melhor, com  mais igualdade social. Imperatriz hoje em dia é a segunda capital do Estado e possui inúmeras obras do governo estadual, liderado pelo Governador Flávio Dino.  Temos grandes investimentos como a construção da Estrada do Arroz, a bela Beira Rio, a nossa Bernardo Sayão, a Praça da Biblia entre tantas outras, além de termos o mais importante de todos os feitos até hoje na região, que é a UEMASUL (Universidade Estadual do Sul do Maranhão). Sempre ressalto o papel de destaque do Secretário Clayton Noleto, que é filho dessa cidade e foi fundamental para a concretização dessas obras.

 

 

Hoje o Sr. é pré-candidato a vereador, caso vença que projetos iniciais o senhor pretende objetivamente fazer com o mandato?

 

 

Temos a compreensão das atribuições e limitações  de um vereador . Quando estive por lá era de oposição, espero que agora nosso grupo eleja o próximo gestor, cuja missão coube ao Dep. Marco Aurelio, nosso pré-candidato a prefeito. Nossa meta principal será de sempre estar ao lado do povo.  Da nossa parte, e se Deus permitir, faremos lutas semelhantes a que defendemos quando por lá passamos. Primeiro combater a corrupção em todas as esferas, e lutar pra que saiamos desse caos da saúde municipal. Paralelo a isso, vincular nosso mandato às lutas da juventude, do meio ambiente e da população sofrida dos bairros de periferia, mudando um pouco a realidade imperatrizense e com isso contribuir para a dignidade de nossa gente.