E-mail

redacao@correioma.com.br

WhatsApp

99 98190-5359

Setembro Amarelo
Radio Timbira
Sonar

Coluna Sonar desta Quinta (27) destaca as ultimas movimentações no jogo eleitoral para 2020

Veja também como fica o novo Renda Brasil

Sonar

SonarCarlos Leen apresenta um jornalismo político direto dos bastidores, sempre de maneira critica e transparente

27/08/2020 10h17Atualizado há 4 semanas
Por: Carlos Leen
178
O Presidente da Câmara José Carlos continua pré-candidato pelo Patriota e deverá decidir o futuro do grupo em breve.
O Presidente da Câmara José Carlos continua pré-candidato pelo Patriota e deverá decidir o futuro do grupo em breve.

O PATRIOTA, partido que tem como pré candidato a prefeito, o vereador Zé Carlos, reuniu-se ontem com lideranças do Partido Progressista (PP) para definir os rumos eleitorais em 2020. Presentes no momento o Dep. Federal Marreca Filho (PATRIOTA) e o pré candidato pelo PP, Ildon Marques. Existe a possibilidade real de ambos andarem juntos neste pleito, porém há ainda muita dúvida sobre a elegibilidade de Ildon - o que traz insegurança aos Patriotas. Até a próxima semana o martelo deverá será batido.

Apesar do que foi noticiado em alguns canais de notícia, o médico Daniel Fiim (PODEMOS) não confirmou que será vice de Sebastião Madeira (PSDB). Ontem circulou bastante na cidade essa possibilidade e o médico foi pras redes sociais negar a aliança. O PODEMOS lançou uma nota informando que a decisão final ficará a cargo do próprio Fiim resolver. Mas a possibilidade de união existe já que em São Luis PODEMOS e PSDB poderão marchar juntos pra disputa eleitoral em 2020.

Só que o nó está atado no PSDB do MA. O Deputado Estadual Wellington do Curso declarou ontem que mantém sua pré-candidatura pela sigla apesar das lideranças tucanas quererem compor com Eduardo Braíde (PODEMOS). O senado Roberto Rocha prometeu apoio a Braide em 2018 e tem feito movimentos neste sentido. "Sou pré candidato e não acredito que haverá tapetão pra me tirar da disputa. Braide não tem chances de vencer no primeiro turno", afirmou Wellington.

Eduardo Braide disse: “Quando meu nome figurou como pré-candidato a governador ainda em 2018, e quando eu tive a decisão de apoiar o senador Roberto Rocha ao governo do Estado em 2018, foi feito o compromisso, público inclusive. Ele fez questão de deixar isso registrado tanto na convenção que o escolheu o candidato a governador, como na convenção do meu partido”. O pré-candidato do Podemos ratificou que o que está acontecendo agora é nada mais que um caminho que começou ainda em 2018 há dois anos atrás. Com essas palavras, Braide despacha de vez a pré-candidatura de Wellington do Curso. Só que segundo o tucano, o senador havia prometido a candidatura a ele. “Tenho certeza que o senador Roberto Rocha não irá me trair”, chegou a dizer WC sobre RR. Será ?

E pra finalizar a Coluna de hoje, o presidente Jair Bolsonaro suspendeu a proposta do novo Renda Brasil que seria encaminhada pelo Executivo ao Parlamento. Desde junho vem sendo anunciado um programa de transmissão de renda para socorrer milhões de brasileiros desempregados com o valor superior ao Bolsa– Família. “O valor não será R$ 200 nem R$ 600, estamos discutindo com a equipe econômica”, disse Bolsonaro no evento de ontem em Minas Gerais.

Nossa opinião

Não existe investimento mais barato para governos do que dar dinheiro as pessoas. Já está mais do que comprovado que programas como o renda-mínima são capazes de evitar desesperos e com isso despesas com saúde e segurança pública são aliviadas. Gasta-se um pouco aqui e economiza-se milhares ali. Infelizmente tivemos que encarar uma pandemia para entender isso.

Publicidade:
Clique aqui e ouça Rádio Timbira