Política Politica

Criada a Frente Parlamentar contra o fechamento de agências bancárias no Maranhão

“Tenho acompanhado essa causa junto ao Sindicato dos Bancários e a entidades classistas, pois além de prejudicar milhares de pessoas, prejudica também os servidores, que terão que ser lotados em outras agências, distantes de suas residências”

11/02/2021 11h30
38
Por: Francisco Junior Fonte: Assessoria
A proposição é do deputado estadual Marco Aurélio
A proposição é do deputado estadual Marco Aurélio
Em discurso realizado na manhã desta quarta-feira (10) o deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para reforçar a luta contra o fechamento das agências do Banco do Brasil no Maranhão. A decisão anunciada pelo Governo Federal prevê o fechamento de cinco agências no Estado, sendo Imperatriz uma das cidades afetadas diretamente.
 
“Tenho acompanhado essa causa junto ao Sindicato dos Bancários e a entidades classistas, pois além de prejudicar milhares de pessoas, prejudica também os servidores, que terão que ser lotados em outras agências, distantes de suas residências” afirma Marco Aurélio.
 
Em 2018 a agência do Banco do Brasil da praça de Fátima havia sido fechada com a promessa da reativação da agência da praça da Cultura, que foi reaberta e agora houve o anúncio do seu fechamento, prejudicando clientes que utilizam os serviços dessa unidade, que é a primeira de Imperatriz.

 
Para tentar reverter essa situação, o deputado Marco Aurélio deu entrada no requerimento para a criação da Frente Parlamentar contra o fechamento dessas agências no Maranhão, que além de Imperatriz, inclui também São Luís, Caxias e Governador Archer. Assinaram o requerimento 23 deputados que não concordam com esse fechamento.
 
“Precisamos atuar juntos, contra o fechamento das agências, pois o prejuízo vai para todo o povo do Maranhão. Esse pleito não é só dos bancários, mas de toda a população. Vamos reforçar ao Governo Federal, ao Banco do Brasil, contando com o apoio de nossa bancada federal, para que possamos garantir a permanência dessas agências”, conclui Marco Aurélio.
 
Ainda de acordo com o deputado, a frente parlamentar terá poder de diálogo e articulação e atuará integrada com os bancários e segmentos da sociedade que estejam dispostos a reforçarem a luta. Assinaram o requerimento de criação da Frente Parlamentar, os deputados Marco Aurélio, Othelino Neto, Roberto Costa, Cleide Coutinho, Pará Figueiredo, Adelmo Soares, Yglesio Moyses, Carlinhos Florêncio, César Pires, Wellington do Curso, Rildo Amaral, Neto Evangelista, Zé Inácio, Detinha, Vinicius Louro, Daniella Tema, Rafael Leitoa, Ariston Ribeiro, Socorro Waquim, Wendel Lages, Glalbert Cutrim, Ricardo Rios e Duarte Junior.