Cidade CIDADE

Comércio de Imperatriz fecha na sexta e reabre neste sábado (3)

Em virtude da véspera da Páscoa, as lojas poderão alongar o horário de funcionamento até às 13h

02/04/2021 06h00
31
Por: Hyana Reis Fonte: Imirante
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após o fechamento na última sexta-feira (2) em alusão ao feriado nacional, a Aliança Empresarial, formada pelos sindicados empresariais, em acordo com o sindicado dos trabalhadores do comércio, o Sincoimp, divulgou que as lojas do comércio de Imperatriz devem abrir normalmente no sábado (3), seguindo o protocolo sanitário de higiene e distanciamento social. 

De acordo com o presidente da Associação dos Lojistas do Calçadão, Marcone Marques, no centro comercial, em virtude da véspera do domingo de Páscoa, as lojas poderão alongar um pouco mais o horário de funcionamento até às 13h. Os shoppings também terão horário especial neste fim de semana. O Imperial Shopping abrirá apenas as lojas de chocolates na sexta-feira das 12h às 22h e a praça de alimentação da unidade.

No Tocantins Shopping a praça de alimentação funciona no mesmo horário, das 12h às 22h, na sextafeira (2), e no sábado (3) e domingo (4) tantos as lojas quanto a praça de alimentação funcionam em horário normal. De acordo com um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC, os supermercados serão os principais locais de compra neste período de páscoa, 84% dos consumidores devem fazer pesquisa de preço nestes locais.

O levantamento aponta ainda que mais de 100 milhões de pessoas em todo o país devem ir as compras, mas em Imperatriz, a realidade não é tão otimista para os lojistas que vem amargando prejuízos.

Mesmo em um cenário de insegurança diante da pandemia, este ano, a maior parte dos brasileiros pretende manter a tradição de presentear com ovos e chocolates. As compras de última hora sempre movimentam o mercado. A pesquisa do SPC mostrou que 64% dos consumidores pretendem comprar chocolates para a data, enquanto, 19% não vão às compras este ano