Saúde SAÚDE

Maranhão volta a registrar pico de mortes por Covid-19 em 24h

Neste sábado (3) foram 42 óbitos pela doença, o maior número já registrado em um único dia em toda a pandemia

05/04/2021 11h04
20
Por: Hyana Reis Fonte: G1 MA
Foto: Reprodução/TV Mirante
Foto: Reprodução/TV Mirante

Pela segunda vez em menos de uma semana, o Maranhão registrou 42 mortes diárias por Covid-19, que é o maior número registrado em 24h durante toda a pandemia no estado. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Agora, o estado acumula 6191 óbitos e 244.563 casos de Covid-19. Dos novos casos registrados neste sábado (3), 100 foram na Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa), 20 em Imperatriz e 103 nos demais municípios do estado.

Os casos ativos, ou seja, pessoas que estão atualmente em tratamento contra a Covid-19, chegaram a 16.068. Desses, 14.526 foram orientados a estar em isolamento domiciliar, 954 estão internados em enfermarias e 588 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Até o momento, 222.304 pacientes já se recuperaram da Covid-19.

Detalhes das mortes

As 42 novas mortes provocadas pela Covid-19 foram registradas nas cidades de Açailândia (1), Aldeias Altas (1), Araioses (1), Bacabal (1), Bom Jardim (1), Nina Rodrigues (1), Poção de Pedras (1), São Benedito do Rio Preto (1), São José de Ribamar (1), São Luís Gonzaga (1), Vargem Grande (1), Vitória do Mearim (1), Codó (2), Imperatriz (2), Paço do Lumiar (2), Paraibano (2), Pinheiro (2), Timon (2), Santa Inês (3), Santa Luzia (3) e São Luís (12)

Dois óbitos ocorreram nas últimas 24 horas. Os demais foram registrados em dias e/ou semanas anteriores, e aguardam resultado do exame laboratorial para Covid-19, segundo a SES.

Quanto aos profissionais da saúde, 4.435 já foram infectados pela Covid-19, 4.271 se recuperaram da doença e 77 morreram.

Ao todo, a Secretaria de Saúde diz que já foram realizados 593.113 testes (rede privada + pública) para a Covid-19, sendo que 449.761 casos foram descartados. O número de casos suspeitos é de 1989.