Saúde SAÚDE

Prefeitura de Imperatriz afirma que não houve aplicação de doses vencidas

Segundo a gestão municipal, o questionamento levantado seriam fake news

27/04/2021 11h50
24
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Foto: Edmara Silva
Foto: Edmara Silva

A Prefeitura de Imperatriz esclarece que não houve aplicação de doses vencidas e é inconsistente a informação do quantitativo de 2 doses, um vez que os frascos das vacinas tem em média 10 doses em cada.

Segundo o levantamento de portal de notícias, o problema envolve as doses de três lotes de vacinas produzidas pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, fabricadas na Índia e importadas prontas pelo Brasil, os lotes 4120Z001, 4120Z004 e 4120Z005. 

Desses lotes, a cidade recebeu apenas o lote 4120Z005 no dia 03/02/2021, com 2690 doses (269 frascos) que venceria em 14 de abril. No entanto, todas as doses foram aplicadas até 28 de fevereiro de 2021 em trabalhadores da saúde, paciente dialítico e paciente oncológico; portanto, DENTRO do prazo de validade. 

Salientamos que todos os lotes utilizados encontram-se com a data de validade correta. E lembramos ainda que as doses quando chegam são aplicadas de imediato, não ultrapassado 2 dias de aplicação, e cada vez menos tempo em estoque.

A Secretaria de Saúde tem um controle interno da aplicação dia a dia, e cada vacinado leva para casa a sua carteira de vacinação com data de aplicação de retorno. 

Portanto, quanto às doses entregues em Imperatriz não passa de uma inconsistência nos dados informados ao Governo Federal. A falha será reportada à plataforma SIPNI - Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização - para que o Ministério da Saúde corrija eventuais falhas de digitação ou liberar para que os próprios municípios façam a correção. Pois essa função ainda não é disponibilizada em sistema.