23°

Alguma nebulosidade

Imperatriz - MA

Dólar com.

R$ 4,97

Euro

R$ 5,93

Peso Arg.

R$ 0,05

Política POLÍTICA

Na CPI da Covid, Pazuello nega ter ignorado ofertas da Pfizer

O ex-ministro da Saúde reclamou das cláusulas contratuais e do preço oferecido pela Pfizer para a compra de vacinas

19/05/2021 12h08
53
Por: Hyana Reis Fonte: Yahoo Notícias
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Questionado sobre a falta de respostas à proposta da Pfizer para a compra de vacinas contra a covid-19, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, nesta quarta-feira (19), o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello negou que não tenha respondido à farmacêutica.

Sobre as sete ofertas da Pfizer, o relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pergountou por que as propostas não foram respondidas.

"Todas foram respondidas", assegurou o ex-ministro, acrescentando que "foram dezenas de reuniões e negociações".

O ex-ministro da Saúde reclamou das cláusulas contratuais e do preço oferecido pela Pfizer para a compra de vacinas contra a covid-19. Segundo Pazuello, a proposta considerada complexa tomou meses de discussão.

"A prospecção começou em abril e maio. Uma vacina totalmente diferente do que a gente está acostumado, uma tecnologia diferente do que a gente conhecida no Brasil e uma empresa que não aceitava transferência de tecnologia conosco".

"Quando tivemos a primeira proposta oficial da Pfizer, chegou também com 5 cláusulas que eram assustadoras. Nós estávamos tratando uma encomenda de Oxford que chegaria a 200 milhões de doses neste ano. E a Pfizer nos colocando 18 milhões no primeiro semestre, com cláusulas complicadíssimas".

"Uma vacina três vezes mais cara, com todas essas cláusulas, com quantitativos inferiores, além das questões logísticas", disse.