23°

Alguma nebulosidade

Imperatriz - MA

Dólar com.

R$ 4,97

Euro

R$ 5,93

Peso Arg.

R$ 0,05

Cidade CIDADE

Faixa de pedestre é implantada na Avenida Pedro Neiva de Santana

Medida visa garantir mais segurança viária ao cidadão quando da travessia urbana na via

25/05/2021 12h27
31
Por: Hyana Reis Fonte: Assessoria
Foto: Gil Carvalho
Foto: Gil Carvalho

O trabalho de implantação de novas sinalizações para melhorar a segurança viária no trânsito começou a ser realizado na noite desta segunda-feira, 24, na Avenida Pedro Neiva de Santana em frente à Clínica de Nefrologia de Imperatriz, CNI, e o residencial Acapulco, no Parque Amazonas. Ação integra reforço do movimento ‘Maio Amarelo’ de prevenção de sinistros e de garantia do direito de travessia segura ao cidadão, da Prefeitura de Imperatriz. 

Também foram implantadas linhas de estímulo à redução de velocidade, sinalização utilizada para chamar a atenção do motorista sobre a necessidade de trafegar mais devagar e avisá-lo da proximidade de faixa de pedestre.

“Esse é um dispositivo considerado essencial para alertar os motoristas sobre a existência da faixa de pedestre, devendo dar prioridade à travessia de modo seguro ao cidadão na Avenida Pedro Neiva de Santana”, explica o engenheiro Tuytuyguassu Rayol, da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Setran.

Além da pintura de solo das novas faixas de pedestres, técnicos do órgão de trânsito reforçam nesta semana a sinalização com a implantação de placas verticais de regulamentação de faixas de pedestres e de limite de velocidade permitida na via. “Esses novos dispositivos de sinalização é um esforço de reduzir os sinistros de trânsito, buscando conscientizar os motoristas e pedestres sobre o respeito a legislação de trânsito”, observa a coordenadora de Educação para o Trânsito, Teresinha Miranda.

Segundo ela, o projeto educativo é para “conscientizar os motoristas a respeitar faixas de pedestres e utilizar faixas de estímulo como sinais de alerta para perceber que, gradualmente, as linhas alertam para existência de uma travessia segura mais a frente”. “A nossa luta é para diminuir sinistros, principalmente com vítimas fatais, não somente neste mês do movimento ‘Maio Amarelo’, porém de forma permanente”, concluiu.