Cultura CULTURA

Victor Hugo, ex-BBB imperatrizense, desabafa sobre mensagens de ódio e pede emprego

"Eu entrei no BBB para melhorar minha vida e da minha família. Até agora foi só desgraça e coisa ruim", afirmou o psicólogo

27/05/2021 10h18 Atualizada há 4 semanas
76
Por: Hyana Reis Fonte: O Dia
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O ex-BBB Victor Hugo usou as redes sociais nesta quarta-feira (26) para fazer um desabafo pra lá de emocionante. O ex-brother revelou que não aguenta mais os ataques que vem recebendo de seus seguidores no Instagram que, entre outras coisas, costumam o ofender até por conta de sua sexualidade.

"O problema não está em mim, está nessas pessoas doentes que não têm nada pra fazer e vem infernizar a mim e outros tantos. Isso tem que acabar. Isso já passou dos limites. Tem mais de um ano que eu passo por isso todos os dias. A gente releva, depois a gente tenta esquecer, coloca panos quentes, tenta extrair aprendizado, rever atitudes, erros... Mas chega! Eu não vendi minha alma não. Eu entrei no BBB para melhorar minha vida e da minha família e até agora só foi desgraça e coisa ruim. Eu não sei mais o que é ser feliz. Eu não sei mais quem eu sou. Quando me dizem que eu não tô sozinho, é mentira. Eu tô sozinho, sim", diz. 

Ele, que ainda anunciou estar em busca de emprego e pediu ajuda na internet para achar um novo trabalho, continuou seu desabafo dizendo estar arrependido de ter exposto sua orientação sexual e também arrependido de ter participado do 'BBB'.

Ex-BBB Victor Hugo desabafa e pede emprego nas redes sociais - PortalNamira.com

"Esse não é o destino que eu sonhei pra mim. Nem nos meus piores pesadelos eu imaginei que eu pudesse passar por isso. Mas o que esperar agora? Eu não sei mais o que fazer. Eu sinto muita vergonha de estar me expondo aqui, mas eu já tô no último suspiro. Eu não aguento mais. Eu quero saber o que eu fiz. Me digam pelo que eu tô sendo acusado. É por ser assexual? Vocês queriam que eu fosse gay ou hétero? É isso? Eu não tenho controle sobre isso, cara. Entendam, pra eu ter me assumido e ter me exposto, foi um ato de coragem e pra dar mais força a um movimento. Mas hoje vejo que foi burrice. Eu sou feio? Deixa eu ser feio. Vocês são os alecrins dourados, é? São os bonitões da tapioca? Me deixem em paz. Eu só quero terminar de gravar o meu CD em paz, se eu conseguir juntar dinheiro o suficiente pra concluir".